Último Samba do Ano: Muito pagode, fortes emoções e um show jamais visto em Pernambuco

01 de Dezembro de 2019 17h15

Por Matheus Soares Se o produtor Augusto Acioli pensou em fazer um simples evento, ele falhou. O que poderia ser apenas mais um show de pagode na capital, acabou se transformando em um verdadeiro espetáculo protagonizado por três grandes artistas e um público apaixonado por samba e pagode. Com shows de Thiaguinho, Ferrugem e Belo, o Último Samba do Ano esgotou os ingressos e transformou o Memorial Arcoverde, em Olinda, numa grande arena do ritmo, no último sábado (30). A banda pernambucana Beleza Pura foi a responsável por abrir o evento, cantando e relembrando sucessos. Thiaguinho, segunda atração da noite, caprichou em sua apresentação no Recife. Pela primeira vez, trouxe a turnê Vibe. Para nossa equipe, ele explicou o motivo desse nome. “Eu estava procurando um nome que tivesse a ver com meu show. As pessoas que sempre estão nas minhas apresentações falam da vibe da banda e da interação do público. Fiquei tentando achar um nome que tivesse a ver com essa vibe, até que parei e pensei que o nome seria esse [...] tá sendo um álbum de grande repercussão. Estou muito feliz!”, comentou. Desde a hora que subiu no palco, o Pretinho do Poder, referência no pagode, foi acompanhado por todos os presentes em cada canção. No meio da apresentação, Thiago resolveu homenagear um dos integrantes da banda, o Gordinho, mestre do Surdo. “A lenda! Há mais de 10 anos eu tenho a felicidade de dividir o palco com ele. A alegria dele me contagia no palco! Meu respeito, Seu Antenor!”, declarou Thiaguinho. O que ele não esperava era que pouco tempo depois, seria a vez dele ser homenageado pelo público, que gritava pelo seu nome. Emocionado, o grande nome do Pagode disparou: Não sei se mereço isso tudo, mas agradeço demais. Já era madrugada quando Ferrugem subiu no palco para abrilhantar ainda mais a noite. Não muito diferente do artista anterior, o filho da dona Maristela fez bonito, e mostrou para o público que valeu a pena cada centavo pago para estar ali, no Último Samba do Ano. Lançando seu mais novo DVD “Chão de Estrelas”, Ferrugem foi aclamado por todos. As músicas recentes “Neste Embalo” e “Até que enfim” já estavam na boca do público, assim como as consagradas “Sinto sua falta” e “ Pirata e Tesouro”. Em cima do palco e no auge da sua apresentação, Ferrugem homenageou o eterno príncipe do pagode, Reinaldo. Além disso, encerrou seu show com boas músicas de funk e de brega-funk. Questionado por nossa equipe o porquê do nome Chão de Estrelas, Ferrugem logo justifica. “Por estarmos numa dimensão um pouco mais alta que a do público, quando acendem as luzes do celular, parece que estamos vendo um chão de estrelas […] Essa também é uma forma de homenagear nosso público, que são nossas estrelas”. O encantador e cantor das multidões não ficou por baixo. Belo foi a última atração do evento, e trouxe como presente para o público Thiaguinho e Ferrugem de volta ao palco, fechando com chave de ouro. Outras informações Os artistas voltam ao Recife no próximo ano. Thiaguinho faz show no dia 16 de fevereiro, no Olinda Beer, e dia 23 no camarote Caldeirão Folia. Ferrugem e Belo também se apresentam no mesmo camarote, nos dias 24 e 25, respectivamente. Mas para aqueles que não aguenta muito tempo sem samba e pagode, dia 19 de dezembro, o Parador, no Recife Antigo, será palco da gravação do DVD do cantor Dilsinho. Os ingressos já estão à venda. Fotos: Luiz Fabiano/Divulgação

Fotos