Roberto Menescal e André Rio lançam canção inédita

16 de Julho de 2021 15h15

Em Comemoração aos 15 anos do primeiro encontro nos palcos e de uma amizade que surgiu através da música e se fortificou ao longo do tempo, Roberto Menescal e André Rio lançam uma canção inédita, uma Bossa Nova intitulada “Era uma vez”, música de Menescal com letra de André Rio. A música estará disponível dia 15 de julho em todas as plataformas digitais, pelo selo LAD Records/ Portugal e o clipe, lançado no mesmo dia, tem direção de imagem e fotografia de Max Levay. A Música é uma Bossa Jazz, que traz na letra o amor de ambos ao Rio de Janeiro e toda a sua beleza e tem uma melodia que remete e segue a linha das mais lindas canções compostas deste tão importante gênero brasileiro. A música foi gravada em maio de 2021, como pede os novos tempos de pandemia, cada um em sua casa, utilizando as mais modernas técnicas de gravação em estúdio no processo de finalização do projeto. Foi Mixado e Masterizado no Estúdio Central da Música/ Recife, por Fernando Azula. A direção musical é de André Rio e o arranjo e a arregimentação foi do pianista Thiago Albuquerque. O single conta, ainda, com a participação de grandes músicos da cena pernambucana, como o baterista Augusto Silva , o contrabaixista acústico Bráulio Araújo, e o trompetista solo Everton Gois. “A Bossa nova é foda!” Assim disse Caetano Veloso em uma de suas canções, e ele estava certo. O Ritmo é um dos mais importantes estilos Musicais brasileiros. No universo da música, a Bossa Nova é sinônimo de riqueza harmônica, melódica e poesia singular. Desde “Chega de Saudade”, em 1959, com o Fantástico João Gilberto, até as novas e renovadas releituras de muitos artistas atuais pelo mundo afora, a Bossa se mantém viva e pulsante no gosto de quem aprecia música de qualidade. A Bossa é o Biscoito fino da MPB. Roberto Menescal faz parte da gênese do movimento criado na Zona Sul do Rio de Janeiro, e faz nessa nova parceria, “ Era uma vez”, com o compositor e cantor recifense André Rio, uma viagem ao coração do tempo, um linda homenagem ao “ Banquinho e o violão “, aos verões cariocas, ao “ Barquinho, às paisagens da Guanabara, e à Bossa Brasileira Sempre Nova. Instrumentista, compositor, cantor e produtor, Menescal é um dos pioneiros da bossa nova nos anos 60. Reconhecido por sua importância e contribuição para a música, carrega consigo o Prêmio à Excelência Musical entregue pela Academia do Grammy Latino. Capixaba criado no Rio, Roberto Menescal nasceu na cidade de Vitória no dia 25 de outubro de 1937. Seu contato com a música iniciou-se por influência de sua família em 1950 quando começou a estudar piano. Alguns anos depois, ganhou um acordeão, que aprendeu a tocar sozinho, até chegar ao violão – principal instrumento da carreira de Menescal. Destacou-se como compositor e foi, ao lado de nomes como Carlos Lyra, Tom Jobim e Ronaldo Bôscoli, um dos precursores da bossa nova. Entre os seus maiores sucessos, as canções “O Barquinho”, “Você”, “Nós e o Mar”, “Bye, bye Brasil” e “Telefone”. André Rio é um expoente da música pernambucana, levando a nossa cultura para todo o mundo. Plural, André compõe e passeia também por vários ritmos da Música Popular Brasileira, como se pode comprovar em sua vasta discografia. Com mais de 30 anos de carreira, a trajetória do cantor e compositor André Rio começou cedo, aos 07 anos, quando cantava em festivais estudantis e aos 17 anos já era um intérprete consagrado dos festivais de Pernambuco. O primeiro disco chegou em 1990, com grande influência da MPB e fez muito sucesso nas rádios. O LP “André Rio e a Banda Modelo do Meu Terno,” trouxe composições próprias e de seus parceiros, revelando, assim, o talento e a veia poética do cantor. Em 2016, Roberto Menescal, André Rio , juntamente com o virtuose das cordas Luciano Magno , lançaram o álbum e o DVD homônimo MPBossa, disponível no universo da música digital. Os três já fizeram mais de 20 shows juntos, ao longo destes 15 anos, por vários palcos do Brasil e preparam um novo projeto para 2022 : MPBossa 2 ( em estúdio), Com Clássicos de Menescal e inéditas desta bela parceria a três. “ Era uma vez, o Amor brotou em meu coração… Assim começa a nova composição de Menescal e André rio , que exalta o amor, os bons sentimentos que deixam a alma enlevo, atitude tão urgente e necessária nesses tempos estranhos que hoje vivenciamos. “ Era uma Vez”, assim principia a história desta bela e nova canção brasileiríssima. Foto: Divulgação